Reserve com preços exclusivos

Delícias de Alagoas

Nossa culinária é uma das mais ricas e diversificadas do Brasil, com iguarias do litoral ao sertão – além dos doces típicos produzidos no próprio estado. Peixes, mariscos, moluscos, carnes e temperos chamam cada vez mais a atenção dos visitantes, que buscam desfrutar as delícias que vão além das belas paisagens.

Camarão

Em Alagoas, nossos crustáceos viram até Patrimônio Cultural, como a receita Camarão Bar das Ostras, extremamente deliciosa. Servidos das mais diversas maneiras em bares e restaurantes de todo o estado – seja como petisco ou prato principal -, as versões em alho e óleo, empanado, com leite de coco e pirão são de babar, e a iguaria inspira até o ceviches peruanos. Escolha o seu preferido ou prove todos!

Veja mais:

Peixada

Outro prato festejado no litoral e nas cidades banhadas pelo Rio São Francisco, a peixada é feita com peixes nobres como arabaiana, cavala, camurim, sirigado ou pescada.

Nela, o peixe é cozido com legumes, leite de coco, coentro e ovo cozido. O pirão de farinha de mandioca é opcional (recomendamos!), e pode ser substituído pelo escabeche (molho com cebola, alho e tomate).

Em Alagoas, esse prato se difere da tradicional moqueca de peixe por não levar necessariamente o azeite de dendê, bem presente na culinária baiana.

Veja mais:

Sururu

Patrimônio Imaterial de Alagoas, o sururu é a iguaria mais típica do estado. Pescado nas lagoas, é cozinhado com leite de coco, mas também pode ser servido na casca ou “capote”.

Alguns bares e restaurantes servem seu caldo como receita afrodisíaca, como pontua a tradição popular. Autoras do livro Delícias da Cozinha de Alagoas, as Irmãs Rocha defendem que o sururu local é mais saboroso por ter origem nas águas salobras, presentes no encontro entre o mar e nossas lagoas.

Veja mais:

Tapioca

De origem indígena, a tapioca é uma iguaria tipicamente brasileira feita a partir da goma de tapioca. Coube aos africanos acrescentar o coco ralado, como ficou tradicionalmente conhecida em todo o nordeste.

Em Alagoas, encontram-se diversas versões da tapioca, especialmente nas barracas da orla litorânea, com recheios de queijo, carne do sol, camarão e até doce de leite.

No litoral norte de Maceió, no bairro de Riacho Doce, é possível encontrar a versão mais rústica, apreciada com café, como gostam os alagoanos.

Veja mais:

Bolinhos de goma

Marca registrada da litorânea Maragogi, essas delícias estão presentes na mesa dos alagoanos pela ampla distribuição em todo estado. São doces feitos artesanalmente, com base no amido de milho, leite de coco, açúcar e manteiga.

Com esses ingredientes simples, são moldados em formato arredondado ou ganham a aparência de conchinhas do mar. As mulheres do pequeno povoado de São Bento são as guardiãs da receita, repassada a cada nova geração.