Rota Ecológica de Milagres

A travessia de balsa pelo Rio Manguaba é um dos caminhos para se chegar até a Rota Ecológica dos Milagres, que reúne Porto de Pedras, São Miguel dos Milagres e Passo de Camaragibe. Os municípios do litoral norte alagoano, de praias lindas e desertas, com coleção de pousadas charmosas e de sabores das cozinhas tradicional e criativa, lugares próprios para conhecer os simpáticos peixes-boi e de festejar o ano novo no réveillon dos Milagres com os pés na areia.

Santuário do Peixe Boi

Em Porto de Pedras, o coração bate forte no Rio Tatuamunha, santuário dos peixes-boi. De lá, parte o barco sem motor para contemplar às peripécias do peixe, que mais parece uma criança, como jogar a pata no barco e rodopiar, feliz, brincando na água doce. Embora, muitas vezes, os bichinhos só querem mesmo é dormir nas águas do rio. Quem faz o passeio ecológico é a Associação Amigos do Peixe-boi (Ampa) de forma sustentável. Cinquenta ribeirinhos são guardiões do mamífero ameaçado de extinção.

Segredos do mar

As piscinas naturais de Porto de Pedras e de São Miguel dos Milagres são uma benção, um verdadeiro tesouro aquático. Lá, no mar azul da cor do céu, transparente e de águas mornas, mergulhar é a melhor experiência que se pode ter com a natureza. Alguns dos pescadores que conduzem as jangadas também conhecem lugares ideais para os amantes do surf pegarem onda, depois das piscinas. E na noite sem lua cheia, os jangadeiros oferecem o passeio com a pesca do peixe agulhinha, uma tradição da região.

Desertas e lindas

As Praias de Lajes e do Patacho, em Porto de Pedras, além de pousadas charmosas, casas de veraneio lembram uma vila de pescadores com seus vastos coqueirais e barcos de pesca. O silêncio é quebrado pelo barulhinho do vento e pelo balanço das palhas dos sítios de coqueiros. Aproveite a noite e deite à beira-mar para contar as estrelas ou apreciar a noite de lua cheia e os pontinhos de luzes dos barcos em alto mar.

Os milagres

São Miguel dos Milagres é um destino de tirar o fôlego. Município típico do litoral norte de Alagoas, foi “descoberto” por turistas do Brasil e do mundo depois da chegada das pousadas de charme que por lá se instalaram nas últimas décadas. De povoado de pescadores à capa de revistas e sites especializados, Milagres surpreende pela “sofisticada simplicidade”, paradoxo totalmente explicado para quem conhece o lugar.

Lagostim com abacate

Na rota ecológica dos Milagres, a cozinha dos restaurantes e pousadas é criativa. Os chefs transformam peixes, camarões, lagostins e carnes em receitas elaboradas e saborosas, como o tartar de abacate com lagostim ou filé com caldo de cana e o carpaccio de melancia. Como as pousadas são próximas, basta reservar almoço ou jantar para experimentar novos temperos em Milagres. E tem mais: cada cantinho tem sua horta orgânica.

Dias de Milagres

Tradicionalmente a festa de ano novo é apenas uma noite, mas na Rota Ecológica são vários dias de festas no Réveillon dos Milagres. O evento recebe turistas do Brasil e do mundo com muita música eletrônica, bares de praia e o melhor da gastronomia alagoana para dar mais sabor a celebração à vida.

Praia de Aurélio

O dicionarista Aurélio Buarque de Holanda nasceu na cidade de Passo de Camaragibe, que guarda relíquias como a praia do Morro de Camaragibe. Para chegar neste paraíso exótico, a dica é atravessar de barco pelo rio Caramagibe e lá apreciar a natureza sem interferência, com casinhas de pescadores e veraneio. Já as praias Barra de Camaragibe e Marcineiro, com pousadas e restaurantes, é o destino certo para comer, beber e viver.

Arte na estrada

Na Rota Ecológica dos Milagres, de Porto de Pedras até Passo de Camaragibe, encontra-se o artesanato local: luminárias e caixas confeccionadas da palha de coqueiro, que decoram as pousadas e viram sonho de consumo dos turistas, bem como mesas, cadeiras e bichos de madeiras de autoria de artistas da terra. Os produtos estão à venda em lojas e casas de moradores que beiram a estrada.

Para casar

Com a coleção de pousadas, algumas destinadas a casais e tendo o mar como testemunha, o cenário é perfeito para dizer o “sim” e juras de amor com pés na areia das praias solitárias ao som do barulhinho do mar, e ainda pode escolher a luz do sol, das estrelas ou da lua cheia.

Como chegar

Vindo do Recife, venha pela PE-060 até a fronteira e siga pela AL-101 Norte ao longo de Maragogi. Entre em Japaratinga, onde você vai seguir pelo trecho norte da Rota Ecológica até a balsa do rio Manguaba. No total, são 140 km até ali. A balsa funciona sempre que há carros (se vier à noite, confirme antecipadamente com a sua pousada sobre o funcionamento noturno da balsa no dia da sua viagem). Do outro lado da balsa, já é Porto de Pedras. São Miguel dos Milagres está a 15 km. Vindo por Maceió, é só pegar a AL-101 Norte e seguir as placas de sinalização ao longo da rodovia.